Quem sou eu

Minha foto
uberaba, mg, Brazil
OLA!!MEU NOME E MARILIA MAIA,,GOSTO DE TUDO QUE E RELACIONADO A ARTES,PAISAGISMO,DECORAÇAO E MUITO MAIS,SEJAM BEM VINDOS A MINHA PAGINA.DEIXEM SEUS COMENTARIOS,RECADOS,OK,BEIJINHOS A TODOS. ESTOU NO INSTAGRAM TB ME SEGUEM NO INSTAGRAM TB LINK; http://instagram.com/mayamarilia

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

Convidar seus amigos

BLOG DE MARILIA MAIA

21 de mai de 2011

COURO POR GLORINHA KALIL


COMO USAR

DOSSIÊ COURO: um guia prático sobre os diferentes tipos e como lavar e conservar suas peças

Peças em couro nunca saem de moda, mas neste inverno 2011 elas ganharam ainda mais destaque nas lojas: além das tradicionais jaquetas, calças e acessórios (bolsas e sapatos), há peças que não são comumente feitas com o material, como vestidos, saias e camisetas, em diferentes cores e acabamentos.

O cuidado com o couro também requer atenção especial para melhor cuidado com lavagem e armazenamento. Para isso, preparamos um guia rápido para acabar com as principais dúvidas sobre este assunto. Veja a seguir:   

. TIPOS DE COURO (os mais comuns)Couro legítimo (tradicional): a matéria prima é o couro de origem animal que é submetido por processos artesanais ou industriais (curtido com sais de cromo) para manter a mesma resistência original, porém com design e acabamento de fábrica.

"Couro" sintético: produzido em fábricas com componentes químicos (polímeros - derivados de petróleo ou PVC reciclado), origina um material que aparenta o couro legítimo, porém com uma menor resistência.

Laminado vegetal ("couro" vegetal): feito à base de látex natural, extraído das seringueiras. 

. CONSERVAÇÃO
O couro legítimo precisa de ventilação, do contrário, pode mofar e descolorar. Desta forma, evite guardá-lo em sacos plásticos e, antes de colocá-lo em um lugar seco, tire o pó com um pano macio ou flanela.

Segundo Nadir Felício, gerente da Rede Sapataria do Futuro, é importante colocar as roupas em cabides, protegidas com capa de tecidos, nunca plásticas. Já os sapatos, bolsas e acessórios, em saquinhos de TNT, flanelas e similares.
"O ideal é pelo menos uma vez ao mês deixar a roupa um pouco fora do armário, em local arejado e à sombra, isso evitará o odor forte do couro", ensina a estilista especializada em couro Patrícia Motta.

.  LIMPEZA
Sempre que possível, recorra às lavanderias especializadas na hora de lavar uma roupa de couro, "pois as peças passam por um processo industrial que não só limpam, como tratam", explica Patrícia. 

Em casa, use produtos de limpeza específicos (nunca produtos de limpeza ou álcool!), obedecendo suas instruções na seguinte ordem: tire o excesso do pó ou sujeiras superficiais com pano limpo, seco e macio; aplique o produto de limpeza (em gel ou aerosol);  espere secar. Para os sapatos, complemente com graxa ou mousse e para bolsas, com um protetor para prolongar a limpeza (somente para couros lisos, camurça e nobuck).

Detalhe importante: para artigos em verniz, utilize produtos específicos para esse material para evitar manchas e destruição do brilho. Para roupas em couro sintético ou vegetal, use apenas água e sabão. Após, secar à sombra (nunca no sol).

. PODE PASSAR?
"Passar com um ferro à 100°C protegendo com um tecido branco e limpo por cima", avisa Patrícia. Mas vale ressaltar: dependendo da marca o couro marcado não tem recuperação, então guarde sempre as peças em cabides para evitar esses danos. 

. FUJA DA CHUVA!
Lembre-se: o couro molhado pode mofar. Portanto, evite utilizar uma peça com material em dias chuvosos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OLA!DEIXEM SEUS COMENTARIOS,OBRIGA MARILIA