Quem sou eu

Minha foto
uberaba, mg, Brazil
OLA!!MEU NOME E MARILIA MAIA,,GOSTO DE TUDO QUE E RELACIONADO A ARTES,PAISAGISMO,DECORAÇAO E MUITO MAIS,SEJAM BEM VINDOS A MINHA PAGINA.DEIXEM SEUS COMENTARIOS,RECADOS,OK,BEIJINHOS A TODOS. ESTOU NO INSTAGRAM TB ME SEGUEM NO INSTAGRAM TB LINK; http://instagram.com/mayamarilia

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

Convidar seus amigos

BLOG DE MARILIA MAIA

21 de mai de 2011

MARILIA MAIA: COURO POR GLORINHA KALIL

MARILIA MAIA: COURO POR GLORINHA KALIL

COURO POR GLORINHA KALIL


COMO USAR

DOSSIÊ COURO: um guia prático sobre os diferentes tipos e como lavar e conservar suas peças

Peças em couro nunca saem de moda, mas neste inverno 2011 elas ganharam ainda mais destaque nas lojas: além das tradicionais jaquetas, calças e acessórios (bolsas e sapatos), há peças que não são comumente feitas com o material, como vestidos, saias e camisetas, em diferentes cores e acabamentos.

O cuidado com o couro também requer atenção especial para melhor cuidado com lavagem e armazenamento. Para isso, preparamos um guia rápido para acabar com as principais dúvidas sobre este assunto. Veja a seguir:   

. TIPOS DE COURO (os mais comuns)Couro legítimo (tradicional): a matéria prima é o couro de origem animal que é submetido por processos artesanais ou industriais (curtido com sais de cromo) para manter a mesma resistência original, porém com design e acabamento de fábrica.

"Couro" sintético: produzido em fábricas com componentes químicos (polímeros - derivados de petróleo ou PVC reciclado), origina um material que aparenta o couro legítimo, porém com uma menor resistência.

Laminado vegetal ("couro" vegetal): feito à base de látex natural, extraído das seringueiras. 

. CONSERVAÇÃO
O couro legítimo precisa de ventilação, do contrário, pode mofar e descolorar. Desta forma, evite guardá-lo em sacos plásticos e, antes de colocá-lo em um lugar seco, tire o pó com um pano macio ou flanela.

Segundo Nadir Felício, gerente da Rede Sapataria do Futuro, é importante colocar as roupas em cabides, protegidas com capa de tecidos, nunca plásticas. Já os sapatos, bolsas e acessórios, em saquinhos de TNT, flanelas e similares.
"O ideal é pelo menos uma vez ao mês deixar a roupa um pouco fora do armário, em local arejado e à sombra, isso evitará o odor forte do couro", ensina a estilista especializada em couro Patrícia Motta.

.  LIMPEZA
Sempre que possível, recorra às lavanderias especializadas na hora de lavar uma roupa de couro, "pois as peças passam por um processo industrial que não só limpam, como tratam", explica Patrícia. 

Em casa, use produtos de limpeza específicos (nunca produtos de limpeza ou álcool!), obedecendo suas instruções na seguinte ordem: tire o excesso do pó ou sujeiras superficiais com pano limpo, seco e macio; aplique o produto de limpeza (em gel ou aerosol);  espere secar. Para os sapatos, complemente com graxa ou mousse e para bolsas, com um protetor para prolongar a limpeza (somente para couros lisos, camurça e nobuck).

Detalhe importante: para artigos em verniz, utilize produtos específicos para esse material para evitar manchas e destruição do brilho. Para roupas em couro sintético ou vegetal, use apenas água e sabão. Após, secar à sombra (nunca no sol).

. PODE PASSAR?
"Passar com um ferro à 100°C protegendo com um tecido branco e limpo por cima", avisa Patrícia. Mas vale ressaltar: dependendo da marca o couro marcado não tem recuperação, então guarde sempre as peças em cabides para evitar esses danos. 

. FUJA DA CHUVA!
Lembre-se: o couro molhado pode mofar. Portanto, evite utilizar uma peça com material em dias chuvosos

KIKI DELL

decoraçao studio roberto reis


Sustentabilidade na Decoração...

Se você quer ter atitudes sustentaveis , mas não sabe por onde começar, que tal na sua casa? A arquitetura e decoração são áreas que cada vez mais se empenham para minimizar os impactos ambientais. Hoje há meios de reduzi-los tanto na fabricação dos produtos quanto na sua aplicação.
Uma das opções é usar revestimentos feitos de materiais ecológicos ou o próprio cimento como piso. A iluminação também tem alternativas mais sustentáveis, como as lâmpadas LED que, apesar de terem um custo mais alto no início, compensam pela durabilidade dez vezes maior que as incandescentes. Além disso, as LEDs consomem bem menos energia.
 Cimento queimado é opção para a bancada do banheiro
Na decoração, os móveis da casa não precisam ser trocados por completo. É possível reformá-los, dar outra cara e reaproveitá-los. Isso também é atitude sustentável. Uma cômoda antiga que é herança da avó pode ser revitalizada e até mesmo uma cesta de palha que foi deixada de lado pode ser pintada e ser usada como um revisteiro. A ideia é evitar o descarte. Mas se você ainda vai começar a mobiliar a casa do zero pode optar por materiais como MDF ecológico, livre de formaldeídos, o principal componente poluente.
Portanto, se você quer seguir as tendências de decoração  pesquise e se informe sobre como fazê-la sustentavelmente. Os profissionais têm sugerido e a preferência dos clientes por atitudes ecologicamente corretas está crescendo. “Os projetos estão muito mais interessantes, diferenciados e o melhor, originais”, acredito eu.

LOOK CRIADO POR MIM


ESPELHOS


Dicas: Espelhos

Os espelhos são ótimos aliados na hora da decoração. Disponíveis em diversos formatos e tamanhos, enobrecem e ampliam ambientes. Use e abuse deste artifício!!!!

Dicas:
-Use-o na parede inteira quando sua intenção é ampliar ambientes;
-Escolha o formato que melhor combine com o seu ambiente: quadrado, redondo, triangular, em forma de flor, pássaro e etc;
-Aplicá-los em portas ou armários valoriza a peça e ainda enobrece o ambiente;

                                         

                                            
Mosaico - Foto: Blog Arquitetogratis.com
                                   

                                  

Composição - Foto: Blog Arquitetogratis.com


                                         
                                         
                                          

Portas - Foto: Blog Arquitetogratis.com




Formas diversas - Foto: Blog Arquitetogratis.com
                                 





IMPORTANTE: Cuidado ao manusear espelhos, podem causar lesões graves. Veja se  estão bem colocados para não caírem posteriormente (sejam eles fixados por pregos, parafusos, suportes ou fitas dupla-face).

PAISAGISMO


Paisagismo

Fotos: Blog Arquitetogratis.com




     PROJETOS PAISAGÍSTICOS








              

Elaborar um projeto Paisagístico não é uma tarefa fácil. Muitos profissionais fazem dos seus projetos   uma topiaria, esquecendo o modo que plantas estão  dispostas na natureza.
O projeto paisagístico é capaz de transformar completamente o ambiente. Um local sem graça pode virar um jardim agradável e convidativo. Isso varia de acordo com a escolha dos elementos decorativos para o projeto. Esses elementos são capazes de mexer com nossos sentidos.
Um projeto bem elaborado possui uma intenção empregada. De modo geral,  tem como função básica:   enfeitar, decorar, completar, confortar, relaxar....

As etapas do projeto necessitam ser bem definidas. O profissional deve se preocupar  com diversas características como:  solo, preparo da terra, porte das plantas, mudas, manutenção e tipos de plantas. Pontos indispensáveis à sobrevivência e qualidade de um projeto.




Fotos: Blog Arquitetogratis.com, 09/10/10












0 comentários:


GALERIA FORTES VILAÇA


Erika Verzutti | Missionary » Galeria Fortes Vilaça
14.05.2011 | 18.06.2011 

Erika Verzutti
ERIKA VERZUTTI
Beijo Quadrado / Square Kiss, 2011
Bronze and acrylic
37 x 37 x 13 cm
EV10220
Erika Verzutti | Missionary

Temos o prazer de apresentar no Galpão Fortes Vilaça, a exposição Missionary de Erika Verzutti.
São vinte esculturas inéditas de bronze e cimento com moldes de frutas e verduras.  Permeadas de temas eróticos, as obras exploram questões intrínsecas a escultura moderna: noções de geometria (em formas orgânicas); a ambição da verticalidade (e sua tendência a associações fálicas); a contra-forma.

Título da exposição e de uma das obras, Missionary em inglês é a palavra usada para a posição sexual “papai e mamãe”. Ao mesmo tempo que remete à ideia de afetividade, o título sugere a atenção da artista aos gestos simples para solução de questões formais. Sugere também uma provocação, um posicionamento político em defesa da prática empírica do atelier, do material contra o imaterial.

Numa série de referências a história da arte, Erika destaca as obras que classifica de “escultura de escultura” ou “escultura de pintura.” São trabalhos que contem anotações sobre obras e artistas conhecidos: Porn Star, uma nova visita a coluna infinita de Brancusi, é uma alta torre de carambolas de bronze cujo topo transborda tinta branca; Desenho é uma aranha de bronze que combina vários quiabos e um pincel  numa referência direta à aranha de Louise Bourgeois; o Beijo, também de bronze, tem um corpo geométrico moldado a mão que sustenta duas cabeças (dois moldes de legumes) que se repelem como em O Impossível de Maria Martins. Algo do  Sol Poente de Tarsila do Amaral se revela na “escultura pintura” Tarsila com Laranja.

Em Escala, abóboras e cilindros são dispostos lado a lado num jogo de comparações entre formas e tamanhos. A geometria reaparece em Brasília TV, uma escultura de bronze na forma de uma jaca gigante cujo centro é esvaziado por três cortes retos.  Pepinos é um trabalho de parede onde vários cilindros de cimento remetem a obra de Sérgio Camargo.

No conjunto dos trabalhos, o uso deliberado de marcas de dedos, tinta, pinceis aponta para a existência periférica da obra, a presença do artista no fazer de cada escultura. Verzutti consolida seu vocabulário, com algumas novas e bem vindas  adições.

Erika Verzutti nasceu e vive em São Paulo. Ainda em 2011, em setembro, a artista participa da Bienal de Lyon na França e em 2012 tem uma exposição individual programada no Museu de Arte Moderna de Salvador.

DICAS DE MODA POR GLORIA KALIL

amizade




Recados Online
videos de amizade

MARILIA MAIA: peixes para relaxar

MARILIA MAIA: peixes para relaxar
http://youtu.be/9LXiGVoKpAc

peixes para relaxar

http://youtu.be/9LXiGVoKpAc

www.recadosonline.com

www.recadosonline.com

DESIGNER DE COMODAS,ARMARIOS POR ROBERTO REIS


Cômodas saem do dormitório e ganham outros ambientes...

Uma peça clássica e eterna nos dormitórios, as charmosas cômodas invadiram outros ambientes da casa, levando chame e organização. A cômoda se tornou uma peça curinga na decoração. A sua versatilidade permite usá-la em salas, escritórios, halls e até mesmo em varandas.
Na hora de escolher um dos inúmeros modelos ou mesmo o tipo de customização que se quer imprimir em uma cômoda antiga, vale checar o local onde será usada. Ela deve ser pensada para valorizar o ambiente.
A cômoda de estilo, por ser uma peça de época ou de família, se adequa em qualquer ambientação. Já as mais estilizadas cabem bem em espaços mais modernos. As peças antigas devem ganhar nova roupagem, com restauração e uma pintura que imprime um visual diferente.
Nas salas de banho e hall íntimo, as cômodas agregam estética e funcionalidade. Cumprem o papel original de abrigar roupas, como as tolhas de banho, e ainda podem servir de bancada.
Já em áreas mais sociais, como living e hall de entrada, elas complementam a ambientação. São peças mais decorativas. Na sala de estar pode ser colocada como apoio lateral, apenas observando a altura para não competir com o sofá. Uma sugestão é colocá-la entre duas poltronas, formando uma composição simétrica.
Já em uma varanda gourmet ou churrasqueira, os modelos rústicos acabam abrigando talheres e toalhas, quase servindo de roupeiro.
No momento de compor o espaço em que a cômoda será colocada, eu sugiro  a composição com um espelho, se a peça for de material opaco, ou o uso de uma tela, se a cômoda for brilhante ou mesmo de espelho.
Vasos de flores, objetos decorativos, esculturas e livros podem decorar a sua superfície e torná-la mais charmosa.


Mesmo com os novos espaços e usos que as cômodas ganharam na decoração, suas origens são mantidas e elas continuam muito bem-vindas nos quartos.